sábado, 23 de maio de 2015

Oi pessoal! Segue a reflexão para esse fim de semana!




Certa vez o Senhor me fez refletir sobre os ossos humanos. Nesse pensamento imaginei a seguinte situação,  um homem cujo os ossos são frágeis a cada batida ou acidente que tiver em sua caminhada, irá leva-lo para um grave acidente, e levará tempo para se recompor. Porém um homem cujos os ossos são mais forte, passará pelos mesmo acidentes que o outro homem, porém sairá firme e ileso. A diferença é a sua estrutura! Claro que foi em um sentido figurativo, porém me fez lembrar da passagem de Mateus 7.

Aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática é semelhante a um homem prudente, que edificou sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela, porém, não caiu, porque estava edificada na rocha. Mas aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é semelhante a um homem insensato, que construiu sua casa na areia. Caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos e investiram contra aquela casa; ela caiu e grande foi a sua ruína.
Mateus 7:24-27

O homem que tem FUNDAMENTOS, na rocha, em Jesus, ou seja, possui ossos fortes é aquele que ouve a palavra de Deus e as põe em prática. É aquele que busca o senhor, e tenta viver os mandamentos do Senhor. Já o homem que não põe em prática, ele ouve a palavra, porém prefere usar de desculpas e não cumpri a sua missão. 

Referi-vos essas coisas para que tenhais a paz em mim. No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.
João 16:33

O interessante é que não importa qual desses homens você é, a chuva virá. Jesus nunca prometeu que a tempestade não irá chegar para aqueles que ouvem a sua palavra, mas sim que Ele seria a rocha sobre qual poderíamos nós firmar.  O que vai restar depois da chuva é o mais importante. Quando ouvimos a voz de Jesus, começamos a valorizar o que é eterno e duradouro, não o que é passageiro, paramos de usar desculpas para nosso erros, e começamos a pedir perdão. Deus quer um homem que peça perdão, não alguém que usa desculpas.

Mas agora, libertados do pecado e feitos servos de Deus, tendes por fruto a santidade; e o termo é a vida eterna. 
Romanos 6:22

Saiba, a tempestade irá chegar, e onde você tem construindo sua casa? Hoje pode estar tudo bem, mas e depois da tempestade? Reflita e ore, e comece hoje a firmar a sua casa sobre a rocha. tenha ossos sólidos!

Wellington Dias de Paula
God Bless U



Escrito por Wellingon 0 comentários
Continue lendo...

sexta-feira, 22 de maio de 2015



Bom dia a todos nosso amigos do Papo 100 Censura! Nas últimas semanas temos tratado sobre aspectos de relacionamentos desde namoro, friendzone, sexo antes do casamento, enfim, muitas coisas que atormentam nossos jovens em sua jornada quando chegam aos vinte e poucos anos.

Porém um dia as coisas acontecem! Deus envia a pessoa certa, vocês começam um namoro (COM PROPÓSITO!!!!!) Depois de um tempo acontece aquele dia onde vocês trocam alianças e a partir de então são noivos! Tudo maravilhoso muita felicidade, mas a partir de agora a pergunta de todo mundo é: E aí, quando vão casar?

Um cronômetro começa a contar e quando menos se esperar os dois estarão no altar trocando votos para o dia mais estranho de suas vidas.

Meiry, esposa do Eduardo e mulher mais linda do mundo interrompe a escrita da coluna para sua fala:

Amor, você não pode falar para as pessoas que o dia do casamento é um dia estranho! É o sonho de todas as mulheres casar e ter seu dia de princesa da Disney pois pensamos nisso desde que somos pequenas! Como é que você pode escrever uma coisa dessas? Pode arrumar esta parte aí...

Meiry sai da cena, pois o Joshua (nosso filho de 08 meses) está tentando fazer rapel de cima do berço


Tudo bem... só estou dizendo que o dia do casamento é um dia estranho pois acordamos solteiros e vamos dormir casados... Tudo em menos de 24 horas! Cara, isso é muito estranho: Às 08:00 da manhã  você toma seu café da manhã como em todos os dias das últimas décadas, e você sabe que este será seu último café da manhã assim... que o próximo, e todos os próximos serão de uma maneira inimaginável, pois a partir de amanhã você receberá o título de esposo e de esposa! Dá pra imaginar isso?

Para que este o noivado seja realmente algo além do que infelizmente temos visto em nossa geração: apenas a preparação da festa e dos detalhes do casamento, que acaba em algumas horas, precisamos entender algumas coisas. Então vamos, a partir de hoje, abordar algumas questões sobre os preparativos para o casamento. Não, não vamos falar de lembrancinhas, chá de panela, qual a melhor tendência para vestidos de noiva ou decorações de festas. 

Vamos falar de relacionamento entre noivos, finanças para o casamento, pois acreditem, depois que vocês voltarem da lua de mel, vocês terão contas para pagar, compras do mês no mercado para fazer e prestações para pagar... Se viajar muito na ideia do casamento perfeito, podem começar um período de adaptação com o estresse das dívidas atormentando o jovem casal. Conversar sobre missão e relacionamento com Deus neste período.

Para terminar esta introdução para a nova série de posts que vão ajudar, em nome de Jesus,  tanto aqueles que já estão na fase do namoro, quanto aqueles que no futuro estarão nesta situação, gostaria de concluir com algo que um grande amigo e líder contou-me a muitos anos atrás (peraí, nem foram tantos assim..) quando começamos o curso de noivos. 

Ele me contou que deveria entender o real significado do trajeto entre a porta da igreja e o altar. Não estava caminhando para o meu casamento. Não estava caminhando para um ritual de passagem. Não estava caminhando para uma cerimônia religiosa. Não estava caminhando para algo que a sociedade esperava de mim ou que a igreja e minha família esperavam de mim.

O trajeto entre a porta da igreja e o altar tanto para o noivo quanto para a noiva, significa uma caminhada fúnebre para nossos enterros. Aqueles passos entre o pórtico e o altar são os últimos passos de uma vida. Caminhamos para nossa morte. Depois daqueles passos, o nosso eu individual morre para dar espaço ao plural. O EU morre para dar espaço para o NÓS. O meu morre para que o nosso venha a nascer. Pois a Palavra de Deus nos diz que:

Ele respondeu: "Vocês não leram que, no princípio, o Criador 'os fez homem e mulher' e disse: 'Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne'?Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe" Mateus 19:4-6

Meiry volta com Joshua no colo, dá uma olhada no texto e dispara:

Primeiro você fala sobre o casamento ser um dia estranho, agora associa o casamento a um velório? Provavelmente você não será chamado para fazer casamentos em seu ministério...

Eu olho para a tela pensativo e resmungo entre lábios:

É possível amor... é possível...


Pastor Eduardo Medeiros



Ele respondeu: "Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’
e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’?
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe".
Mateus 19:4-6
Ele respondeu: "Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’
e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’?
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe".
Mateus 19:4-6
Ele respondeu: "Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’
e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’?
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe".
Mateus 19:4-6
Escrito por Eduardo Medeiros 0 comentários
Continue lendo...

quinta-feira, 21 de maio de 2015




Olá Caros leitores! Espero do fundo do meu coração que o post de hoje venha tocar o coração de vocês, que através desse post Deus venha revelar em vossos corações a sua boa, perfeita e agradável vontade!

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Romanos 8: 1

Uhullll! Nenhuma condenação há, já ouvimos tanto isso em uma infinidade de pregações, em louvores e até mesmo neste Blog. A informação procede é correta, realmente nenhuma condenação há, somos livres! E temos fortes indícios disso você imagina quais sejam? Posso citar alguns:

  •          O simples fato de acordarmos todas as manhãs, vivos e respirando é um forte indicio (Nem tampouco é servido por mãos de homens, como que necessitando de alguma coisa; pois ele mesmo é quem dá a todos a vida, e a respiração, e todas as coisas. Atos 17: 25).
  •          O relacionamento que hoje é possível estabelecer com Deus é uma prova irrefutável. (Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Tiago 4:8).
  •          O fato de hoje ao invés de criaturas sermos chamados de filhos (Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus. João 1:12-13).
E por ai vai, são muitos os indícios, existem muito mais provas inquestionáveis que somos livres de toda a condenação.

A pergunta é: Porque ainda assim, nos sentimos condenados? Porque ainda assim não conseguimos desfrutar dessa boa noticia? Porque ainda assim vivemos uma vida distante daquele que nos libertou de toda a condenação?

 São perguntas que devem ser respondidas por nós mesmos!

Por mais falhos e impuros e não merecedores, por amor, Ele nos libertou de todo julgo que nos separava de seu infinito amor, mas a culpa, e as constantes lutas que travamos contra nossa carne nos impedem de enxergar as maravilhas de uma vida cristã saudável e reta.

Os obstáculos que temos que enfrentar todos os dias, é causado não só pelo inimigo, mas também por nós mesmos, quando colocamos a culpa como centro, fazendo com que a auto piedade torne-se justificativa para nossos erros, essa postura nos impede de provar de um relacionamento real e de alto nível com Deus.

Como testemunho pessoal em minha vida me culpei muito, carreguei por tanto tempo o peso da culpa pelas minhas escolhas erradas, que deixei de viver grande parte das coisas que Deus planejava para minha vida, não só a culpa contribuiu como também a auto piedade, a vitimização de todos os acontecimentos da minha vida, hoje não posso afirmar que estou 100% curada, a muito que trabalhar e tenho que todos os dias lutar contra mim mesma, contra pensamentos, contra atitudes, contra sentimentos, não é fácil, mas é um exercício constante.

Temos todos os dias que renunciar o velho homem e escolher a Jesus Cristo. Pense quantas coisas deixamos de viver, de quantos sofrimentos teríamos sido poupados se lançássemos fora tudo aquilo que nos mantém afastados da presença de Deus.

Há alguns passos que podem nos ajudar a reconhecer e colocar em prática o reino de Deus em nossas vidas:
1º Arrependimento – o arrependimento é uma escolha e não um sentimento, trás mudança de vida e testemunho. Jesus lhes respondeu: "Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes. Eu não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento". Lucas 5:31-32

2º Liberar perdão - escolher perdoar aqueles que nos fizeram mal é a decisão mais difícil e a qual somos mais resistentes, porem é o que define grande parte dos princípios cristãos ensinados por Cristo enquanto ele esteva na terra. Então Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: "Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes?" Jesus respondeu: “Eu digo a você: Não até sete, mas até setenta vezes sete”. Mateus 18: 21-22.

3º Compartilhar com alguém de confiança o que nos aflige – confesso que nessa parte sofro de grandes dificuldades, se abrir com alguém de confiança é uma terapia, isso não tem nada haver com se expor, procurar uma pessoa sábia e que possa nos ajudar em oração é passo importante para vencer as fortalezas que nos assolam e nos impedem de viver uma vida plena com Deus. Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz. Tiago 5: 16

4º Colocar-se no centro da vontade de Deus - com Ele no controle a vida fica mais leve, Ele cuida de nossas feridas. Espere no Senhor e siga a sua vontade. Ele o exaltará, dando-lhe a terra por herança; quando os ímpios forem eliminados, você o verá. Salmos 37: 34.

5º Entender que o Espirito Santo é uma pessoa - entendendo que ele é o consolador fica fácil livrar-se do grande peso da culpa, pois encontramos Nele o amigo mais fiel, nossa dor torna-se sua dor e de quebra ainda intercede por nós quando não sabemos orar como convém. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, estará em vós. João 14: 16,17

Há muitas barreiras que nos impedem de nos aproximarmos de Deus, nem sempre é o inimigo que as coloca, mas são coisas impostas por nós mesmos, o que o inimigo muitas vezes faz é reverter isso ao seu favor, para que então o relacionamento com Deus torne-se algo cada vez mais distante e inalcançável. Isso é uma grande mentira Deus está à espera e aberto para que venhamos a nos aproximar dele a decisão deve partir de nós ele está à porta e bate o que temos que fazer é abrir a porta e recebe-lo.

Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo. Apocalipse 3: 20

Desejo com esse post que o Espirito Santo venha sobre nossas vidas, e que nossos corações venham estar abertos para receber o que ele tem para nossas vidas, não somente o que tem, mais o que Ele é.

Tenham um excelente final de semana

Abraços

Aline de Almeida Santos



Escrito por Aline de Almeida Santos 0 comentários
Continue lendo...

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Fala pessoal, hoje estamos aqui para mais uma moral da historia, portanto vamos lá:
Duas mulheres sairam para o trabalho após uma noite tempestuosa. A primeira olhou para baixo e reclamou: “Mas quanta lama, este será um dia daqueles... Barrento!” A Outra olhou para o céu e disse: “Mas que lindo amanhecer, hoje será um grande dia!”

Minha pergunta é como você tem olhado as situações a sua volta? Você tem buscado viver com otimismo, ou esta reclamando de tudo a sua volta?
Por um instante pare para refletir, tudo pode ser perfeitamente bom, dependendo do seu ponto de vista, por isso nesse dia minha dica é a seguinte olhe sempre para o alto, pois é de lá que vem nosso socorro, busque extrair as coisas boas a sua volta, pare de reclamar e come a olhar as coisas com uma nova perspectiva.


Lá no salmo 106:1 diz: “Aleluia! Dêem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor/misericórdia dura para sempre.” E essa é a pura verdade, todas as manhãs somos renovados em Cristo e isso nunca irá cessar, seu amor é infinito, logo, sempre que surgir uma dificuldade, uma chuva, saiba que se você olhar para o céu, Ele estará lá, pronto a te auxiliar. Pare de olhar para baixo, para a lama, saiba que no céu existe um Pai que te ama, então olhe para lá.


Tenha um bom dia com Cristo!
Escrito por Jéssica Kasper 0 comentários
Continue lendo...

domingo, 17 de maio de 2015

Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. 
Filipenses 2:5

Você lembra da brincadeira de infância chamada siga o Mestre?

Só pra refrescar a mente, vamos lembrar um pouco...,essa brincadeira consiste em  que um dos participantes fique encarregado de ser o mestre e ficará a frente dos outros jogadores. Ele dará as ordens e todos os seguidores deverão cumpri-las desde que sejam precedidas das palavras de ordem: “O mestre mandou”

A diversão está na dificuldade das tarefas dadas pelo chefe, que pode pedir, por exemplo, que os seguidores tragam objetos de determinada cor ou façam uma sequência de atividades de uma vez só, como: “O mestre mandou... pular de um pé só mostrando a língua, girando e batendo palma!

Então.., por que eu tô falando dessa brincadeira? pra ilustrar o fato de que, do mesmo modo da brincadeira de infância, nós  devemos seguir as ordens do nosso mestre.

Mas tem um diferencia aí..., Deus o Nosso Mestre, não é um carrasco que fica lá do céu dando ordens para que agente cumpra. Muitos tem essa visão, Deus lá no céu sentado em sua Poltrona dando ordens.

Não é bem assim..., onde quero chegar com isso? galera, o X da questão é que nós como Cristãos, devemos estar sempre prontos para obedecer a Deus o nosso Mestre, Deus é o   nosso Pai, e nós devemos obedecer a Ele como Filhos, com amor, não como nosso Carrasco.

Nesta terra, estamos sujeitos a prestar obediência a diversas pessoas e instituições que exercem autoridade sobre nós. Devemos obediência aos pais, aos patrões, aos governantes, aos magistrados (juízes),  aos nosso Professores, às leis que regem o País, etc.

Muitos acham que Deus te obrigação de nos amar, muito pelo contrário, nós é que temos o dever como Cristão de obedece-lo, de retribuir um pouco do amor que Ele tem por cada um de nós.

Obedeça a Deus, não por medo do que possa vir a acontecer, mas sim por amor!

Um abraço fiquem com Deus
Herbert Amaral Povoas
Escrito por HERBERT AMARAL POVOAS 0 comentários
Continue lendo...
versiculo base: João 11:1-5  

- Que alegria não seria poder receber a visita do Senhor em nosso lar. Sabemos que ele sempre esta conosco na pessoa do Espírito Santo que habita em nós, mas a manifestação da presença, nem sempre é percebida.
Nós somos a casa de Deus, e Deus está aqui, mas não queremos apenas crer, saber, queremos perceber.- Queremos a manifestação da sua Glória! Já reparou que há pessoas que facilmente você consegue perceber a presença do Altíssimo nela, e outras, mesmo sendo cristãos, às vezes dá a impressão que parece uma pessoa normal.
- Já reparou que há igrejas que ao você entrar, colocar os pés no prédio, é perceptível a presença manifesta de Deus e outras, pode haver o louvor mais afinado, a melhor pregação, mas é também perceptível a ausência da presença de Deus!
- Sabe por que há essa diferença? Porque Deus está em todo lugar, mas a manifestação sua manifestação somente acontece onde Ele tem prazer de habitar.
Deus é uma pessoa, e como nós, sempre daremos preferência em visitar casas onde somos bem recebidos.- Há igrejas que Deus tem prazer de visitar, assim como Jesus certamente tinha alegria em visitar a casa de Marta, Maria e Lázaro.
- O que transformou a casa de Marta, Maria e Lázaro em sua casa favorita?
- Quais são as qualidades de uma igreja que consegue atrair a visitação de Deus?

1. Igreja de amigos – Lázaro era amigo! João 11:11; Mateus 7: 22-23; João 15:14

- Jesus tem prazer de visitar somente aqueles que são seus amigos.
- Veja a declaração de Jesus a respeito de Lázaro. Só após a ressurreição de Jesus que os discípulos foram chamados de amigos. Quem é amigo, também é intimo!
- A declaração nunca vos conheci, quer dizer nunca fui íntimo, amigo, pois certamente esses que pregavam o evangelho, mas não obedeciam totalmente a palavra, por isso foram rejeitados.

2. Igrejas que oferecem a melhor hospitalidade – Marta era hospitaleira - Lucas 10:38-42 ; João 11:5 Ora, amava Jesus a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro.

- Jesus visitou várias casas durante seu ministério por vários motivos:
- Zaqueu para trazer salvação;
- Simão Pedro para curar a sogra;
- Jairo para trazer vida;
- em Caná da Galiléia para levar alegria; etc.
- Mas quando Jesus entrou na casa de Marta, foi para repousar, e ali foi cuidado em sua essência humana e honrado em sua essência divina.
“João nos conta imediatamente após Jesus ter recebido uma mensagem de que Lázaro estava doente, que ‘Jesus amava Marta, a irmã dela e Lázaro”.

- Quando Jesus chegava a Betânia e entrava na casa de Maria e Marta, elas não sabiam se era hora de alimentar a sua parte humana ou de adorar a Sua divindade.
- Algumas vezes Marta supria a necessidade mais urgente do Filho do Jesus Homem oferecendo uma comida caseira, acomodações confortáveis e um ambiente de casa em ordem e em paz para a Sua parte humana.
- Outras vezes, o Filho de Deus ansiava mais pelo ministério de Maria, que tinha o dom de entreter a Sua parte divina.
- Obras são as qualidades de uma igreja que serve o corpo de Cristo hoje. Marta representa as obras, e como a bíblia diz: a fé sem obras é morta.

3. Igrejas que amam sua presença – Maria escolheu a melhor parte

- Se você quiser mesmo que sua cidade, igreja, escola ou lar tenham uma visitação de Deus, então alguém tem que aprender como hospedar o Espírito Santo.
- Isto significa que você deve providenciar as acomodações tanto para o homem quanto para Deus.- Geralmente encontramos Marias de joelhos diante do Senhor. Sua principal marca de distinção é a posição do seu coração.
- Na casa de Marta, vemos a postura de Maria na adoração aos pés de Jesus, descobrindo segredos.
- A mesma coisa acontece mais tarde durante a refeição preparada na casa de Simão, o leproso, em Betânia.
- Cada vez ela suportou a crítica e a gritaria para assumir a sua posição e derramar seu presente para o Senhor.
- Maria queria estar diante de Jesus, para aprender, para ouvir, para adorar, para alegrar-se, para se aconselhar expondo os seus sentimentos abrindo a sua alma perante o Senhor.

... Lázaros, Martas e Marias são bem diferentes uns dos outros, mas precisamos de ambos em nossas igrejas.
- Todas as igrejas que se tornam casa favorita de Deus possuem pessoas comprometidas com a palavra, são amigos de Deus.
- São igrejas que servem o corpo de Cristo com esforço e dedicação e possuem um coração inclinado à adoração.
- Nestas igrejas, Deus encontra as qualidades essências para uma hospedagem agradável, prazerosa, de honra e satisfação, se tornando assim as casas favoritas de Deus!

Deus escolheu habitar dentro de nos, somos Sua morada...

Deus o abençoe, semana de vitórias.....

att
Pedro salinet
Facebook:https://www.facebook.com/pedro.salinetjunior
instagran: pesaline
tiwter : @pesaline
Escrito por Pedro Salinet Junior 0 comentários
Continue lendo...

sábado, 16 de maio de 2015

Bom dia pessoal! Vim trazer uma pequena reflexão para seu sábado!



E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer. Então veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.
Jeremias 18:3-6


Você sabia que sabia que é umas das atividades mais antigas da humanidade? No qual seu processo principal é Obter a argila, processar, moldar, secar e queimar. Normalmente a todo esse processo até que o vaso fique perfeito ao olhos do oleiro leva tempo e paciência. A pergunta que quero te levar a refletir hoje é,você tem sido moldável nas mãos do oleiro? Será que realmente em nosso coração estamos deixando Deus usar as circunstância em nossa volta para moldar nosso coração? 

Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo; Filipenses 1:6

Essa palavra parece meio batida, você já deve ter ouvido muito, porém é algo que temos que refletir. Pois há momentos que pensamos que já estamos prontos, e na verdade é essa a hora em que o oleiro nos quebra. Aprenda a ser moldável nas mãos do Senhor!

Wellington Dias de Paula
God Bless U

Escrito por Wellingon 0 comentários
Continue lendo...

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Bom dia, caros amigos da coluna Papo 100 Censura! A coluna de hoje surgiu da dúvida de um jovem que nos procurou para conversar a respeito de uma pessoa que ele conheceu e a preocupação do casal de como ter certeza se o relacionamento está de acordo com os preceitos bíblicos e como eles podem começar um relacionamento da melhor maneira possível.

Desta forma, podemos conversar com vários outros casais que desejam de maneira sincera terem um namoro que não venha a gerar traumas nem sofrimentos para nenhum dos dois.

Para facilitar, vamos tratar este tópico com algumas dicas que você que está pensando em começar um relacionamento pode ler antes de iniciar o namoro.

1) Responda claramente: qual é a razão pela qual você deseja iniciar o namoro?

      Se você não consegue responder esta pergunta, melhor nem começar. O simples fato de não ter um propósito claro para ambos estarem juntos já mostra que este namoro não tem razão de ser. A sociedade mostra relacionamentos fugazes que não tem outra função do que satisfazer o prazer sexual de nossos jovens. Isso gera uma série de traumas no longo prazo para os envolvidos como já tratamos em textos anteriores aqui na coluna. Medo de ficar sozinho não é motivo para iniciar um namoro, passar o tempo com alguém também não é justificativa para iniciar algo mais sério. A única justificativa plausível para um namoro existir é que ambos desejam buscar um relacionamento duradouro para toda a eternidade através do casamento. Não está pronto para isso? Então não está pronto para namorar. Este é aliás um excelente termômetro para avaliar a maturidade do casal...

2) Orem juntos por um tempo determinado para terem paz a respeito do namoro.

      Antes de iniciarem um namoro, busquem a Deus por um tempo pré-estabelecido entre vocês e sua família. Importante salientar que este é um tempo separado de oração onde ambos vão orar pelos mesmos interesses. Oração juntos sozinhos em um quarto por exemplo, estabelece intimidade, que não é apropriado para antes do casamento. Mas você pode me perguntar: Tá mas Eduardo, se ficarmos só orando o que teremos para fazer neste tempo? A resposta é simples: cultive a amizade com sua futura namorada, namorado! Antes de ser um namorado ou namorada seu companheiro de jornada deve ser SEU AMIGO por toda a vida. Aproveite este tempo para cultivar esta amizade.

3) Posso ter ciúmes desta pessoa? 

      Enquanto estiverem neste tempo, tecnicamente vocês não tem nenhum compromisso um com o outro. Neste sentido, o dever de cada um neste "pré-namoro" deve ser buscarem a Deus para vocês mesmos. Assim, não caberia ciúmes bobos neste período. Lembre-se que neste tempo além de orar, vocês estão se conhecendo o caráter e o temperamento de cada um. Se demonstrarem ciúmes nesta fase, com certeza ele será pior mais tarde. Ciúmes diz respeito a medo de perder, e quem ama não sente medo.

4) Tudo está claro com suas famílias?

       Segredos e mentiras não vão ajudar vocês neste processo. Os pais de vocês sabem de suas pretensões? Quando saírem seus pais sabem para onde estão indo? Honrar seus pais é certeza de que estão começando com o pé direito algo que vai durar por toda a vida.

5) Deus é o centro da vida de vocês?

      Se uma rotina de oração e leitura da Palavra não for estabelecido ANTES do casamento, depois provavelmente vocês não conseguirão estabelecer isso. Que o Senhor seja sempre o centro da vida de vocês. 

6) E o Resultado?

     Se após o período de oração vocês perceberem que não devem permanecer juntos, continuem amigos. Ninguém vai sofrer, pois não começaram nada de fato. Caso entendam que devem dar continuidade ao processo, terão muito mais certeza de que o que estão fazendo está dentro dos planos de Deus para suas vidas.


Deus abençoe muito sua vida e suas decisões! 


Pastor Eduardo Medeiros
      
Escrito por Eduardo Medeiros 0 comentários
Continue lendo...

quinta-feira, 14 de maio de 2015



Não sei se vocês perceberam, mas passei algumas semanas sem postar. Simplesmente não postei, por achar que não tinha nada importante para compartilhar. Mas antes que esse texto pareça melancólico, permita-me contar o que ocorreu comigo.

Quando estou trabalhando, por cumprir escala, nem sempre consigo comparecer aos cultos, mas como minhas férias estavam marcadas para o mês de abril, acreditei que seria "o mês". Sabe, pensei que era normal achar que nas férias eu conseguiria fazer de tudo. Iria a todos os cultos, ensaios, reuniões, passearia, espaireceria, tocaria minha guitarra várias horas por semana, escreveria meus melhores textos, etc, afinal teria todo tempo do mundo, estaria de férias!! Hehehe, nem preciso dizer que não saiu exatamente como eu queria. A parte da guitarra e dos cultos, pelo menos deu certo.

Comecei a me frustrar quando na primeira semana já não consegui postar nada. Parecia não vir nada, nenhuma luz, nenhum lampejo de sabedoria do Pai. E assim, foram as outras semanas subsequentes, sem uma postagem, sem uma reflexão, sem uma palavra que me impactasse a ponto de querer compartilhar. No começo desse mês, conversando com amigos a respeito desse bloqueio em ouvir Deus falar, uma amiga disse: "Fábio, será que Deus não está querendo falar com você exatamente nesse assunto?" E então comecei a observar que não dava muito espaço para Deus falar.

Sou daquelas pessoas que até que falam pouco, mas a mente fica "borbulhando" sobre várias coisas. Então, o tempo em que não estou "brisando", estou planejando minhas tarefas, pensando sobre arranjos de uma música que será ensaiada com o grupo de louvor, sobre a sequência de trabalho pós-folga, entre outras coisas. Com uma rotina dessas, temos de nos adaptar a correria cotidiana. Em contrapartida, criamos uma dificuldade enorme em parar tudo para ouvir Deus falando. Exigimos de Deus que se adeque a nossa agenda, e não nós à Dele.

O silêncio de Deus gera impaciência em nós, pois pensamos que Ele não irá responder à nossa oração. Me senti assim com relação à falta de inspiração em escrever meus posts. Buscava um versículo, um vídeo, uma letra de música, uma situação cotidiana e nada. Mas então o Espírito Santo finalmente me fez entender, durante uma conversa, que o Seu silêncio também é resposta. 

Através do silêncio, Deus nos ensina a esperar. Através do silêncio, Deus nos ensina a confiar. Através do silêncio, Deus nos fala o quanto não temos dado tempo à Ele. Através do silêncio Deus nos mostra o quanto precisamos estar junto Dele. Através do silêncio, Deus nos ensina a parar de dividir em nós o que pertence apenas à Ele.

Quando Deus fica em silêncio, nem sempre está trabalhando, as vezes é apenas silêncio mesmo, para nos ensinar a buscar restauração, alívio, refrigério, inspiração e renovo Nele.

Há tempos em que não importa a forma/quantidade/intensidade como buscamos. Há tempos em que o silêncio de Deus é toda resposta que temos, o que não significa que Ele não esteja falando conosco. Quando estiver assim, lembre-se que haverá um tempo em que perceberemos que o silêncio de Deus era tudo o que precisávamos receber Dele.

FÁBIO AUGUSTO
Escrito por Fábio Cardoso 0 comentários
Continue lendo...
Tecnologia do Blogger.