segunda-feira, 28 de julho de 2014

A bíblia nos apresenta uma cultura, na verdade uma contra-cultura e abraça-lá é 
redefinir a própria vida. Nossos conceitos, valores e concepções são realinhados a cada contato com textos que insistem em nos revelar Deus. Nossa vida depende de um relacionamento com Sua palavra

semana de bençãos
Escrito por Pedro Salinet Junior 0 comentários
Continue lendo...

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Bom dia! Espero do fundo do coração que hoje seja o dia mais feliz de sua vida inteira! Que Deus o abençoe muito nesta quarta-feira! Hoje trataremos em nossa coluna, sobre o homem que deu origem ao sonho de uma coexistência pacífica entre humanos e mutantes no universo fictício da Marvel.

Charles Xavier é um sonhador. Desde que se descobriu como um mutante com capacidades telepáticas entendeu que este dom não foi dado a ele por acaso, mas sim com um propósito de ajudar outros como ele a encontrar um lugar em uma humanidade que os teme e os odeia.
Seu senso de propósito, missão e visão é inabalável e seu sonho é tão grande quanto suas capacidades mentais: viver até o dia em que humanos e mutantes possam coexistir em harmonia. Interessante que seu ideal de paz é norteado por lutas, sacrifícios e algumas vezes mortes de seus aliados para salvar aqueles que os tentam matar. 

            Não parece muito justo uma visão como esta, onde se protege com a sua própria vida pessoas que te odeiam. Mas não estamos próximos do que Cristo nos ensinou a este respeito? Amar aqueles que nos amam é muito fácil, o desafio começa quando ousamos pensar como aqueles que não gostam de nós para entendermos diferentes pontos de vista. A dinâmica do Reino funciona de maneira oposta ao sistema do mundo e por isso parece loucura aos olhos do mundo. Charles Xavier é um personagem fictício, porém graças a Deus pelos sonhadores de carne e osso que caminharam na terra ao longo dos séculos. Por causa de seus sonhos mirabolantes, o Evangelho foi pregado em praticamente todo o mundo conhecido, doenças foram curadas, vidas foram salvas. Quando abrimos mão de nossas vidas para viver a vida que Deus nos deu, as dificuldades virão, mas nada poderá tirar de você a felicidade de viver para aquilo que você nasceu para fazer e ser! Busque os Sonhos Dele e seja feliz!

Referências Bíblicas
Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra. Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica. Lucas 6:29

Amem, porém, os seus inimigos, façam-lhes o bem e emprestem a eles, sem esperar receber nada de volta. Lucas 6:35a

 ‘Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos.Atos 2:17

Pastor Eduardo Medeiros
Escrito por Eduardo Medeiros 0 comentários
Continue lendo...

terça-feira, 22 de julho de 2014




Galera bom dia, boa tarde, boa noite ! A paz do Senhor !

Semana passada entrei em meu quarto e me daparei com uma verdadeira cena de guerra, fiquei a semana toda numa correria sem fim e quando me deparei não havia uma camisa sequer dentro do guarda-roupa, todas espalhadas pelo quarto, os tênis e sapatos espalhados como se estivesse em um campo minado, uma verdadeira bagunça.

Ao me deparar com o estado que meu quarto se encontrava e com o todo o cansaço que estava em mim, não tive forças para arrumar e acabei deixando tudo da forma que estava e fui dormir.

Me senti incomodado com a bagunça mas o cansaço não me deixou fazer nada para amenizar a bagunça implantada, não tinha a quem culpar a não ser eu mesmo pela bagunça. 
Tirei uma lição muito importante para nossa caminhada cristã ao ver o meu quarto daquela maneira.

Quando não nos atentamos para nossa vida espiritual as situações de nosso dia a dia nos deixam bagunçados por dentro, se não retirarmos o lixo diariamente, limparmos nossos sentimentos e deixar nossa mente em Cristo, chegaremos ao ponto de não ter animo suficiente para buscar ter nossa visa espiritual limpa e ajeitada novamente.

Muitos dos cristãos nos dias de hoje deixaram suas vidas uma bagunça, e ao invés de realizar a limpeza diária deixaram sentimentos, situações e as adversidades da vida tornar sua espiritualidade em algo que ao nosso ver não tem mais jeito de se arrumar.

O resultado é o conformismo de muitos em continuar vivendo de maneira totalmente bagunçada e sem a menor vontade de mudança.

Procure limpar sua mente e seu coração todos os dias com oração, jejum e principalmente com relacionamento com Deus, desta forma qualquer problema que aparecer não será algo difícil e complicado e sim algo simples de se resolver.

Não deixe que a sujeira e a bagunça do dia a dia se acumule e sua vida
Limpe o quarto !

Deus abençoe !


Halan Amorim 
Escrito por #Vivendo para o Reino 0 comentários
Continue lendo...

segunda-feira, 21 de julho de 2014

É praticamente impossível em inícios, não nos sentirmos envolvidos pelo porvir. 
Um ciclo se fecha e uma nova estação inquieta espírito, imaginação e criatividade de sonhadores que fazem história. Onde há fé, possibilidades são infinitas, onde há temor, a regra é o divino favor, onde há fé, temor e obediência, há céus abertos e chuva abundante...
Deus sabe do que precisamos, mas não responde às nossas necessidades, responde à nossa fé. As mudanças que esperamos em nossas vidas, acontecem enquanto estamos de joelhos. 
se achegue Nele e de maneira alguma te lançara fora....

Semana abençoada...
Escrito por Pedro Salinet Junior 0 comentários
Continue lendo...

domingo, 20 de julho de 2014


Pessoal hoje compartilho com vocês um texto riquíssimo do Pastor Pablo Massolar. 
Com a devida autorização pra ser compartilhado aqui

Leiam pois tenho certeza que falará muito com você assim como falou comigo

Uma grande parcela dos presidiários, que ficam encarcerados por longos anos, apesar do grande desejo de liberdade, são acometidos de um mal chamado de “Síndrome do Medo da Liberdade”. Trata-se do pavor, às vezes irracional, de sair da “segurança” da cela. Alguns já estão tão acostumados ao convívio social dos amigos presidiários, das convenções, regras e códigos de conduta da prisão a que foram submetidos que a liberdade passa a se tornar uma ameaça ao invés de um prêmio, gerando transtornos emocionais sérios ao se aproximar o dia de sair da prisão.

É o medo de não ser aceito, medo de não encontrar abrigo, medo de cometer novamente algum tipo de crime, medo de morrer, etc.

O que acontece é que nem sempre a prisão é física. As cadeias podem ser de ordem emocionais e até mesmo espirituais. São presos em si mesmos aqueles que tem medo de viver o novo, arriscar-se, experimentar a vida e se fazer percebido não pelos outros, mas por si mesmo, por sua própria vida, vivida em abundante liberdade. Projetos são travados, sonhos são interrompidos, decisões são adiadas porque, na maioria das vezes, temos medo de tomar decisões para sermos livres.

Algumas pessoas já sofreram tanto, estão a tanto tempo acorrentadas aos medos das traições do passado, das mágoas e das feridas que aqueles ao seu redor lhe causaram, que elas acabam construindo e somatizando muros emocionais e existenciais, prisões e grades para elas mesmas, para que ninguém de fora consiga penetrar suas masmorras de defesas e lhe causar mais dor. Tais pessoas colocam seus corações em verdadeiras gaiolas e não conseguem ter coragem de tirá-lo de lá.

Estas prisões tem nome e são geralmente conhecidas pela sensação de que não se conseguirá ser plenamente feliz na liberdade. Algumas pessoas vivem, de fato, presas ao medo de ser feliz, pois acham que experimentar felicidade é arriscado demais e podem acabar sofrendo alguma outra frustração ou falta. Acabam não se entregando inteiramente aos relacionamentos e compromissos por medo de abrirem a guarda e serem machucados e abandonados novamente. Eu já presenciei gente que não gargalhava porque tinha aquilo como prenúncio de algo ruim, uma espécie de “maldição” imposta pela vida, ou seja lá o que for, que infligia àquela pessoa um alto preço de tristeza algum tempo depois por cada vez que ela se permitia ser momentaneamente feliz. Então, para tal pessoa, era menos doloroso viver a monotonia da vida, do que a frustração provocada pela remoção da felicidade.

Entretanto, foi para a liberdade que Cristo nos chamou, a começar pela liberdade que vem pela verdade. Sim a verdade liberta! Mas quem tem medo da verdade não conseguirá ser livre de verdade.

A verdade é o caminho para a liberdade na vida e pela vida. Quem diz a verdade e vive por ela aprende a não temer mais nada. Quem perde o medo das conseqüências da verdade terá a liberdade de olhar nos olhos de qualquer um na existência e ter plena consciência de fazer a escolha correta sempre.

Não há como a vida em liberdade não ser um risco, somos alvo das coisas boas e das ruins também. Mas o apóstolo Paulo, no início da era cristã aprendeu a enfrentar qualquer situação, tanto de falta e escassez, como de abundância. Ele descobriu Aquele em quem ele podia todas as coisas, não na sua própria força em particular, mas na força, no dinamismo, Daquele que o fortalecia em todas as circunstâncias. Até mesmo preso, Paulo experimentou a liberdade que nenhuma cadeia no mundo consegue prender.

Nossa libertação vem daquele que não conhece cadeia, aqui ou no por vir, que impeça Seu poder de libertar a quem quiser. Ele é aquele que tem o nome pronunciável até mesmo pelos mudos, Sua voz pode ser ouvida por surdos e sua glória percebida por quem não possui olhos neste mundo. Antes que houvesse dia ou trevas, antes da própria existência, antes das coisas que não eram virem a existir, Ele é o que sempre foi e sempre será. Seu poder está para além da quantificação, seus dias são incontáveis e inumeráveis. Defini-lo é tolice, segurá-lo loucura, contê-lo impossível. Dar-lhe um só nome é reduzi-lo.

Ele é o Grande EU SOU!!! Toda grandeza é como um nada, uma poeira diante Dele.

Seja Livre no amor de Cristo Jesus!!!
Escrito por HERBERT AMARAL POVOAS 0 comentários
Continue lendo...

sábado, 19 de julho de 2014

Predestinação. Um assunto controverso. Há quem não goste de entrar em tais questões e há quem discuta horas e horas; há quem encontre base bíblica e há quem não. Vemos então a Predestinação x Livre arbítrio.

A verdade é que no maravilhoso capítulo 1 do livro de Efésios, encontramos essa expressão.

"Nele (em Cristo) fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade" Ef. 1-11

Se dissermos que Deus escolheu aqueles à quem queria salvar, estaremos afirmando uma discriminação e injustiça da parte dele. Afirmaremos ser Ele um Deus manipulador. Mas a palavra diz o contrário: 

"Misericordioso e justo é o Senhor e, por isso, aos pecadores reensina seu caminho" Slm 25:8

Se dissermos que temos livre arbítrio para escolher se serviremos ou não ao Senhor, encontramos em Oséias o relato do povo de Deus, a quem Ele chama de esposa, se desviando e servindo outros deuses, mas o Senhor intervindo e fazendo-a reconhecer que só à Ele deveria servir.

"Por isso bloquearei o caminho dela com espinheiros; eu a cercarei de tal modo que ela não poderá encontrar o seu caminho." Os. 2:6

Por vezes, aconteceu comigo, apesar de ter a opção, escolhendo errado, o Senhor interveio em minha vida. Pois creio que há uma propósito, um plano, um sonho de Deus para mim que nem eu mesma posso frustrar. Ao menor passo que dou em descompasso de seu querer, vejo Deus vindo a me corrigir e recolocar-me, inexplicavelmente, em sua vontade.

Isso não seria o destino, apesar de Deus ser Todo-poderoso e Onisciente. Ele já sabe qual será o fim de cada um de nós, isso é tremendo! Ele pode fazer qualquer coisa para que seja crido, até mesmo se revelar pessoalmente como fez a Paulo. Mas se é tão fácil assim, o Deus de Amor em quem eu acredito escolheria salvar o mundo inteiro, todas as pessoas, sem exceção, reitero.

Estaríamos, existindo a predestinação, atribuindo a Deus a culpa das maldades, do erro e do pecado. Se apenas uns devem ser salvos, a explicação para os conflitos das relações humanas seria a de que Deus concorda com isso, para que assim, estes sejam condenados.

Mas "O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento." 2 Pedro 3:9

Se, por outro lado, admitirmos o livre arbítrio, a opção de cada um definir sua vida, vemos Deus como mero espectador da vontade humana, inerte às ações do homem, a final este é quem está definindo seu próprio caminho. O homem se elevaria à posição de deus, mas não é isso que a Bíblia mostra nem esse Deus que conhecemos.

"Eu sou Deus; também de hoje em diante, eu o sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?" Is. 43:13

... Seja como for, o que importa saber é que a bondade de Deus se eleva aos céus, a ponto de dar seu próprio Filho para morrer pelo homem que já estava perdido, e assim, resgatá-lo com sua poderosa graça e fazer esse amor conhecido nos quatro cantos da Terra, para que os povos de todas as tribos, línguas e nações o sirvam e eternamente vivam em paz ao lado dele.
Escrito por Mariane Paco 0 comentários
Continue lendo...

sexta-feira, 18 de julho de 2014




Guten Morgen! Copa acabou, cumprimento missionário na língua dos campeões! Espero que vocês estejam muito bem, com a graça de nosso Pai! 

Em nosso bate-papo de hoje, vamos tratar de um assunto polêmico e que normalmente não é muito falado por falta de entendimento: a submissão da esposa em relação ao esposo. Este assunto é muito pertinente pois nesta semana, o comércio, sim é o comércio que institui datas comemorativas para que você compre mais presentes todos os meses do ano e assim mantenha as vendas aquecidas em outras datas além de Natal, Dia das Crianças, dias das mães, dos pais, dos namorados, da avó, do homem, da secretária, e todos os outros que você possa imaginar. Mas isto é assunto para outra coluna...

Quando éramos noivos fazendo o curso para nos prepararmos para o casamento, esta aula realmente frustrou minha noiva, hoje minha amada esposa e futura mãe de nosso filho. Não é fácil você ser independente durante seu tempo de solteira e de repente ouvir de sua líder que você precisa se submeter a seu esposo. Que atire a primeira pedra a mulher que nunca torceu o nariz ao ouvir esta palavra!

Graças a Deus pelo casal de líderes que ministrou o curso pra nós: Albely e Joelma Lesnau que além de líderes são grandes amigos que nos acompanham desde que éramos neófitos. 

Sobre o assunto, vamos falar sobre o que a Bíblia diz a respeito.

Os versículos mais utilizados ao falar-se de submissão os seguintes:

Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como convém a quem está no Senhor.  Colossences 3:18

Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor,  Efésios 5:22 




Nossa sociedade apresenta desde a década de setenta, uma espécie de queda de braços entre os gêneros em busca de condições igualitárias entre homens e mulheres. Historicamente, as mulheres realizaram feitos surpreendentes, e não podemos nos esquecer que as primeiras sociedades humanas eram matriarcais, não patriarcais.

Estes versículos foram utilizados de maneira imprópria para justificar abusos e violência domésticas durante muitos anos, em gerações e gerações de homens que não souberam como tratar suas esposas, em contrapartida, a estas esposas não restou outra alternativa a não ser resignar-se de sua situação, se acostumando, se é que esta palavra existe. O tempo passa e temos hoje uma geração de guerreiras que assumem seu papel diante da sociedade e conquistaram um espaço importante no mercado de trabalho em todas as áreas e agora temos o outro lado da moeda: de um lado mulheres resignadas em relações desiguais com seus esposos, e de outro mulheres que não querem entrar em relacionamentos de dependência.

O grande problema do conceito é que ele foi denegrido ao longo do tempo sendo associado a subserviência (o que?) Submissão não está relacionado com dominação, mas sim com a imagem deste post que você possa achar que não tem nada a ver com o texto. 

A ideia básica de submissão está relacionada com o local de onde o Senhor extraiu Eva de Adão, suas costelas

Então o Senhor Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas, fechando o lugar com carne. Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele. Gênesis 2:21-22

A mulher não foi tirada dos pés do homem para que seja pisada por ele, nem da cabeça para que briguem por liderança, mas sim da costela, próximo ao coração para que caminhem lado a lado.
Ser submisso ou submissa à missão de alguém, significa estar inserido, mergulhado nesta missão. Como o submarino da foto, é estar imerso na visão que o esposo tem  para o casal e para a família. Parece simples não? Mas e o papel do esposo nisto tudo?

Vamos supor  seguinte: como esposo eu digo a minha amada Meiry que vou me jogar de um penhasco e que ela precisa se submeter a esta decisão e se jogar comigo. O que vocês acham que ela faria? Me seguiria para uma missão suicida e idiota como esta? Claro que não! Esposos precisam buscar em Deus uma missão que seja digna de ser seguida por suas esposas! Qualquer pessoa seguirá uma missão e trabalhará para que ela seja concluída com êxito, se ela souber exatamente para onde está indo.

Isto está realmente em falta em nossos dias... Homens que tenham convicção do que querem e para onde estão indo. Temos uma geração com homens que ainda não deixaram pai e mãe para formarem sua família, mesmo após o casamento. Homens inseguros, em iniciativa, que deixam espaços que fazem parte de seu papel no casamento para que as mulheres, com seus ombros pesados pelo acúmulo de funções no trabalho e em casa acabam exercendo, gerando estresse, problemas de ordem emocional e até mesmo físicos.

É tempo de relembrarmos os papéis no casamento para que o relacionamento seja saudável e produza frutos para a humanidade e para a sociedade onde vivemos. Se tivermos uma sociedade com homens de verdade, não considerando isso como homens violentos, ou grosseiros, mas sim homens inteligentes que saibam a direção que o Senhor está dando para sua família e comunique isso a sua esposa e a faça participar de todo este processo, a submissão será algo natural e espontâneo e acima de tudo prazeroso e sem peso para a mulher. Homens, lembrem-se da premissa básica para o casamento. Se não estiver disposto a cumprir o versículo a seguir, então você não está pronto para casar. Seja Feliz!

Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela. Efésios 5:25

Pastor Eduardo Medeiros

Escrito por Eduardo Medeiros 2 comentários
Continue lendo...

quinta-feira, 17 de julho de 2014


Quando nascemos, a necessidade nos faz aprender a lidar com diversas dificuldades que o "admirável mundo novo" impõe. Somos ensinados a nos alimentar, como nos vestir, como nos limpar, como relacionar, entre tantos outros ensinamentos. No entanto, os desafios propostos são vencidos um a um à medida que crescemos. Tão logo quanto aprendemos a amarrar os próprios sapatos, já estamos enfrentando a difícil escolha de qual curso desbravar na universidade. E tão logo quanto escolhemos entre a melhor opção profissional, já estamos organizando as finanças para receber o bebê que está à caminho. 

A verdade é que, na vida, as dificuldades nunca terminam. E assim como um recorde o deixa de ser até que outro limite seja alcançado, o nosso limite para a capacidade de superação só é atingido quando outro parâmetro é estabelecido.

Interessante como esse conceito se aplica também a nossa vida com Deus. No início de nossa trajetória no evangelho, somos acompanhados por alguém mais experiente que nos ensina sobre a oração, sobre a leitura da palavra, sobre uma vida de adoração. E conforme vamos crescendo na fé, os problemas também vão tomando proporções maiores, ou seja, as perseguições aumentam e as tentações se intensificam. 

Considerando essa cadeia de eventos, impossível não perceber que o que deveria vir para nos tornar mais fortes, infelizmente atinge alguns, enfraquecendo-os na fé, abatendo-os da caminhada, mesmo que temporariamente.

Entendo que os opositores da nossa fé (entendam como as pressões espirituais malignas) se aprimoram à medida que fracassam quando tentam nos derrubar. Inclusive, uma nova investida do inimigo contra nós, nunca vai ser menos intensa do que a última. Não funciona como no video game, onde você pode alterar o nível de dificuldade para menos quando uma determinada fase estiver complicando seu progresso.

A verdade é que, para reconhecer e vencer os problemas da vida, para suportar as pressões do mundo e resistir as oposições malignas, nós precisamos nos aprimorar e nos tornar um ser dinâmico, manter a constante metamorfose em direção à novos conhecimentos, principalmente no que diz respeito à vida cristã. 

Entendo que a comunhão com Deus, representada por uma vida de adoração, santificação, leitura e meditação da Palavra, nos torna esse ser dinâmico. Dinâmico porque não se contenta com o que já aprendeu sobre Deus, pelo contrário, busca viver na dependência do Pai. Dinâmico porque não se acha mais potente que o irmão, pelo contrário, busca viver sempre em auto vigilância pois sabe que está tão suscetível ao erro como qualquer outro.

Lembrem-se do que está escrito em Romanos 5.3 e 4 "Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança. A perseverança, um caráter aprovado. E o caráter aprovado, esperança."

Desejo a todos um excelente dia, cheio de oportunidades e muita sabedoria de Deus para agarrá-las.
Fiquem com a Paz!

Escrito por Fábio Cardoso 0 comentários
Continue lendo...

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Bom dia povo do jovem e o mundo! Como estão? Espero que muito bem!!!
Hoje a moral da história será a moral do versículo bíblico, vamos lá:

O contexto do capitulo é que Davi tinha mandado um dos seus soldados para batalha afim de que ele fosse morto, pois Davi tinha dormido com a mulher do mesmo e ela havia engravidado,  soldado foi para batalha e morreu, então o Senhor mandou um profeta falar com Davi para que ele caísse em si e percebesse a burrada que tinha feito, e como consequência dessa “burrada” o filho que a mulher estava esperando iria morrer, com isso Davi se entristeceu. Esse inicio foi só pra contextualizar a história, mas quero que você se detenha nesses versículos como eu me detive.

 “Davi, percebendo que seus conselheiros cochichavam entre si, compreendeu que a criança estava morta e perguntou: "A criança morreu? " "Sim, morreu", responderam eles.
Então Davi levantou-se do chão, lavou-se, perfumou-se e trocou de roupa. Depois entrou no santuário do Senhor e adorou. E voltando ao palácio, pediu que lhe preparassem uma refeição e comeu.
Seus conselheiros lhe perguntaram: "Por que ages assim? Enquanto a criança estava viva, jejuaste e choraste; mas, agora que a criança está morta, te levantas e comes! "
Ele respondeu: "Enquanto a criança ainda estava viva, jejuei e chorei. Eu pensava: ‘Quem sabe? Talvez o Senhor tenha misericórdia de mim e deixe a criança viver’.
Mas agora que ela morreu, por que deveria jejuar? Poderia eu trazê-la de volta à vida? Eu irei até ela, mas ela não voltará para mim".
2 Samuel 12:19-23

No primeiro momento quero lhe informar que enquanto tiver vida, AINDA EXISTE ESPERANÇA, ou seja, se você percebe que, por menor que seja a partícula, tem uma saída, se há uma respiração mesmo que fraca, você pode orar e jejuar até que Deus lhe entregue o veredito final, não se entregue se a luz ainda existe, até o ultimo momento lute. Agora vem o segundo quesito, se a vida acabou, morreu, se Deus já disse que acabou, então ACABOU, não adianta tentar mais porque o veredito final já foi dado, mas o que mais me chama a atenção foi a forma como Davi agiu nessa circunstancia, enquanto pode, ele fez o que lhe cabia, e quando a “sentença” saiu ele também fez o que lhe cabia, ele não contrariou a decisão de Deus, ele o adorou, achei essa forma de viver tão sublime que precisava dividir com vocês, ele ainda estava convicto de que não poderia trazer seu filho de novo, porém ele sabia que um dia estaria com seu filho, essa forma de pensar é o que deve nos mover, saber que além de qualquer circunstância, além da morte um dia estaremos com Ele para todo sempre.
Hoje pode ser que a resposta de Deus, aos nossos olhos, não foi favorável, contudo que venhamos a ter a mesma decisão de Davi, levantando a cabeça, se alinhando a vontade de Deus e O adorando, independente do que acontecer. Tem uma musica secular que nesses últimos dias de copa acabou impregnada na mídia, devido a derrota do Brasil, mas eu acredito que Davi fez a mesma coisa que sugeria essa musica, ergueu a cabeça, foi na fé e mandou a tristeza embora, porque ele sabia que a recompensa maior está na eternidade e era para isso que ele vivia, pra viver eternamente, então que você eu possamos ter a mesma atitude de Davi e seguir rumo a eternidade!


Um forte abraço e que nosso Pai lhe abençoe sem limites ;)
Escrito por Jéssica Kasper 0 comentários
Continue lendo...
Tecnologia do Blogger.