terça-feira, 1 de setembro de 2015

E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2


Por que devo renovar a minha mente? Porque é através da minha mente que tudo acontece.
Eu não devo me conformar com o mundo, ou seja, não devo TOMAR A FORMA, me AMOLDAR a ele. Não posso seguir um modelo errado, um sistema que corrompe. O que eu devo fazer é TRANSFORMAR tudo isso através da minha mente, devo MUDAR A FORMA.

A mente é um campo de batalha, e o diabo está ali tentando vencer essa guerra diariamente. Pra conseguir isso ele vai plantando pensamentos de desânimo, fracasso, ódio, falta de perdão, complexos, discórdias e diversos outros lixos. O diabo lança pensamentos que te fazem acreditar que você é realmente aquilo. Mas não tome a forma, não se amolde ao padrão de satanás. Você é filho de Deus e sua identidade está Nele.

Quem vence uma guerra? O mais forte.
E de onde vem a nossa força? Ela vem de Deus.
E como posso ser treinado por Deus? Através da Palavra.

A Palavra trará luz a minha mente. Ela trará a revelação de quem sou em Deus, qual a minha identidade. A Palavra me mostrará qual a vontade de Deus para mim. Me alimentando dela todos os dias, terei uma mente renovada. Meu espírito ficará forte e vencerei o diabo. Não há espaço para lixo em uma mente renovada. Sendo assim, viverei a boa, perfeita e agradável vontade de Deus.

Como sempre digo: Lugar de lixo é no lixo, não em nossa mente.

Deus os abençoe sem limites.
                                                                                     Fernanda Ventura
Escrito por Fernanda Ventura 0 comentários
Continue lendo...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015



Lucas 15.22

O texto fala sobre alguns presentes, para ser preciso três presentes. Presentes, quem não gosta de recebê-los? Há diferentes tipos de presentes, e diferentes interesses em se presentear alguém. Há presentes que são dados em gratidão de algo muito mais valioso que se tenha feito, é o que o salmista oferece ao Senhor: “Como posso retribuir ao Senhor, toda a sua bondade para comigo? Erguerei o cálice da salvação e invocarei o nome do Senhor. Cumprirei para com o Senhor os meus votos” (Sl 116.12,13). Presentes sempre são motivados por alguma coisa: gratidão, reconhecimento à importância da pessoa (presentes diplomáticos), para se conquistar a pessoa que se quer conquistar (colares, jóias, flores), para se mudar uma situação, pais que, ao verem pouco progresso em seus filhos, desejam estimulá-los, enfim. No texto que temos lido, o jovem pródigo recebe presentes de seu pai. Qual a razão? Alguma das que alistamos? Não! Presentes pela sua volta ao lar! Ele foi cumulado de presentes: roupa, anel e calçado. Vamos refletir sobre estes três presentes hoje.

1.    ROUPA NOVA
1.1 Tragam-lhe a melhor roupa”. “Tragam a túnica mais preciosa (Católica). “Tragam a roupa mais bonita e rica da casa” (Viva).

1.2 Primeira coisa que esse presente sugere: o moço voltou mal vestido! Maltrapilho, rasgado, sujo, a roupa que usava talvez nem fosse dele, mas nas desventuras pelo mundo o Diabo lhe pôs esta roupa atual, roupa de escândalo, roupa de vergonha, roupa de pobreza e miséria, roupa desajustada. A roupa descrita na Bíblia muitas vezes se refere a nossa alma. Uma alma suja necessita de limpeza, pureza.

1.3 Isaias 1.16 diz: “Lavem-se! Limpem-se! Removam suas más obras, parem de fazer o mal”. No verso 18 encontramos: “Ainda que seus pecados sejam vermelhos como a escarlate, eles se tornarão brancos como a neve”.

1.4 Apocalipse 3.18 diz: Adquira roupas brancas para vestires.

1.5 Segunda coisa: o pai queria vê-lo bonito!
1.6 Todos os pais fazem de tudo para que seus filhos andem bonitos e bem vestidos. Limpos e cheirosos.





1.7  Terceira coisa: o pai queria dar-lhe o melhor que havia em sua casa “tragam a roupa mais bonita e rica da casa”. Essas três coisas sugerem algo à maneira como o pecador vem para a casa do Pai, e como Deus pode transformá-lo.

1.8 Se o pai se preocupou em oferecer-lhe a “melhor roupa”. Isto nos informa que ele voltou ao lar como um verdadeiro andrajoso, isto é, vestia-se de roupas rasgadas. Este foi o presente que, longe do lar, o Diabo lhe deu. O mesmo que deu a Adão e Eva quando pecaram: “vestes de folhas de árvores”.

1.9 O Diabo, tirando do homem a roupa que Deus lhe deu, foi-lhe necessário dar-lhe uma outra. Vejamos a visão de Paulo sobre isso: Ef. 4.22-32
22

Renunciai à vida passada, despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupiscências enganadoras.
23
Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma,
24
e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade.
25
Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros.
26
Mesmo em cólera, não pequeis. Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento.
27
Não deis lugar ao demônio.
28
Quem era ladrão não torne a roubar, antes trabalhe seriamente por realizar o bem com as suas próprias mãos, para ter com que socorrer os necessitados.
29
Nenhuma palavra má saia da vossa boca, mas só a que for útil para a edificação, sempre que for possível, e benfazeja aos que ouvem.
30
Não contristeis o Espírito Santo de Deus, com o qual estais selados para o dia da Redenção.
31
Toda amargura, ira, indignação, gritaria e calúnia sejam desterradas do meio de vós, bem como toda malícia.
32
Antes, sede uns com os outros bondosos e compassivos. Perdoai-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou, em Cristo.

1.9.1     Roupa corrompida;
1.9.2     Roupa de mentira;
1.9.3     Roupa roubadas;
1.9.4     Roupa de indolência;
1.9.5     Roupa de palavras torpes;
1.9.6     Roupas de amargura, de cólera, de gritaria, de blasfêmia

1.10      E nos manda revestir do novo homem, renovado no espírito, vestido com as vestes da justiça, da retidão, da verdade, de um homem selado para o dia da redenção.

1.11      Melhor roupa, túnica mais preciosa e rica da casa”. No grego fala de um traje muito fino e principesco, que se estendia da cabeça aos pés, só usadas por pessoas de importância, e em ocasiões especiais.
1.12      Aquela roupa significava honra, exaltação. É esta roupa que Cristo provê aos santos. Esta roupa nova é a “veste de louvor” de Is 61.3. São as vestes de Arão, símbolos do verdadeiro sacerdócio. São as vestes que nos identificam como filhos de Deus!

2.    O ANEL
2.1 Anel! Não qualquer anel!  Diz a Bíblia Viva: “Um anel de pedras preciosas”. Escravo não usava anel, especialmente anel de ouro. Só usavam os filhos! Os príncipes!
2.2 Anel, símbolo de distinção. Quando faraó entendeu que Deus era com José, e o colocou como governador de todo o seu império, tirou de seu dedo o anel de ouro e o pôs no dedo de José. Com isto ele dizia: “José agora é o governador”. Ouçam-no e obedeçam-no!
2.3 O anel chegou até a ser símbolo do Cristianismo, exatamente por essa tradição. Nas catacumbas foram encontrados alguns anéis. Os cristãos se consideravam distintos aos olhos de Deus.
2.4 Anel também significava autoridade. Quando os inimigos de Daniel conseguiram que ele fosse lançado na cova dos leões, a cova foi tapada com uma pedra e nesta foi posto o anel do rei e de seus grandes. Isto significava que ninguém poderia retirar a tampa da cova, pois sobre ela havia uma autoridade real: o anel do rei.
2.5 Cristo, recebendo a autoridade do Pai, Mt 28, no-la confiou aos crentes: “recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas”.
2.6 Eis aí vos dei autoridades para pisardes serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano(Lc 10.19).

3.    SANDÁLIAS
3.1 O moço veio para casa descalço, como se fora um escravo, pois estes não usavam sapatos. Sapatos eram para as pessoas livres!

3.2 Interessante...

3.3 Chegou escravo, e tornou-se livre.
3.4 Chegou plebeu, e ficou nobre;
3.5 Chegou pobre, e tornou-se rico;
3.6 Chegou doente, tornou-se são;
3.7 Chegou inimigo, foi reconciliado;
3.8 Chegou com fome, foi saciado.
3.9 Chegou como empregado, tornou-se patrão.

3.10      Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará


3.11      Que coisa boa Jesus faz com a gente. “Vinde, benditos de mau Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado”.

Deus tem um tríplice presente também para nós:

Roupas novas: alma limpa e alvejada de toda sujeira deste mundo tenebroso e corrupto. Alma confortada com a roupa da Graça de Deus.

Anel de ouro: dê ouvidos ao chamado de Deus te chamando para seres filho de Deus, separado, distinto de todos que vão levando a vida sem crer em Deus. Anel de honra, a honra que Deus te trata. Enquanto o mundo te machucou e feriu o Senhor te recebe com honra, amor e te trata como príncipe e transfere a você o poder e a autoridade contra toda obra das trevas! O anel do poder do Espírito Santo.

Sandália para seu pés: os pés machucados pela estrada pedregosa desta vida; os pés enfermos pelas pisadas nos caminhos maus. Estes pés recebem sandálias de liberdade. Chega de escravidão. Hoje Deus te liberta de todo jugo, de toda opressão e calça os teus pés. Dizendo-te que deixou de ser escravo e agora és livre!

Receba estes presentes hoje!
Deus quer:
Seu Resgate;
Sua Restauração;
Sua Reintegração;
Sua dignidade.
Escrito por Pedro Salinet Junior 0 comentários
Continue lendo...

sábado, 29 de agosto de 2015

Olá pessoal, segue o post de hoje. Espero que possa realmente edificar a sua vida! Leia e comente =) 



Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. Tiago 3:5



Umas das situações que mais acontecem quando juntamos muitas pessoas em um local para fazer alguma coisa é a fofoca, é a interpretação errada de uma situação, é o julgamento, entre diversas situações de relações interpessoais. Não iria ser diferente na igreja, pois estamos falando de pessoas que estão em processo de aprendizagem e que estão aos poucos mudando a sua vida. Nesse ponto que ver com vocês alguns tópicos sobre a língua, que assim como Thiago disse em sua carta é um pequeno membro, mas pode causar grandes estragos. 

1º Cuidado com que fala: “De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. Tiago 3:10” Nossa boca assim como nossas atitudes devem testemunha de Jesus Cristo, o quem tem saído de sua boca? Saiba que a boca fala do que o coração esta cheio.

2º Podemos usar o nome de Jesus: “Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Filipenses 2:9” O nome de Jesus é muito poderoso, sulficente para fazer milagres, para curar, sarar, libertar, transformar vidas, então não fale alguma coisa em seu nome em vão. O que quero dizer, não vá fazer uma “fofoca santa” ou algo do gênero, dizendo que esta fazer pelo nome de Jesus, ou por causa do reino, pense bem e veja a intenção do seu coração.

Claro que há situações que você deverá avisar o seu Pastor, ou conversar com alguém para orarem juntos por uma pessoa, mas lembre-se não vá usar o nome de Jesus para justificar um falha sua ou sua má intenção.

3º Fofocar? O que vai revelar se uma conversa é uma fofoca ou você realmente quer ajudar alguém é a intenção do coração. Em seu coração você saberá se realmente a intenção é de  ajudar ou não a pessoa, ou se é para fazer o circo pegar fogo. 

Cuidado. Segue uma dica, se pergunte antes de ouvir ou falar algo de alguém, essas quatros perguntas: 
1) Realmente preciso saber disso? 
2)  O que isso se relaciona com a minha vida? 
3) Eu posso ajudar a pessoas? Vou realmente orar? 
4) Se a pessoal ouvisse a conversa, ela iria gostar?

Quando o coração está em Deus, você vai poder até um último caso falar de alguém, mas será com proposito, uma demonstração de preocupação, de amor, de cuidado, e só fará isso como uma autoridade sobre a vida da pessoa. 

Não torne a boa intenção em justificativa para falar mal ou espalhar notícias. E LEMBRE-SE, ORAR É EM SECRETO, LOGO NÃO PRECISA TODOS SABEREM. Que Deus possa abençoar seu dia, e seja um filho de Deus, se manifestando com amor.

Wellington Dias de Paula
God Bless U

Escrito por Wellingon 0 comentários
Continue lendo...

terça-feira, 25 de agosto de 2015


Provérbios 1:7
"O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução."

A sabedoria é, sem dúvidas, o maior presente que podemos receber de Deus. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, por isso ela nos dá discernimento para escolhermos sempre o melhor caminho. E mais, através do temor e da sabedoria, adquirimos conhecimento, inteligência e prudência para fazermos as melhores escolhas sempre. 

A bíblia nos conta em 1 Reis a história de um rei que teve a oportunidade de pedir a Deus o que ele quisesse. Qualquer coisa... Mas, dentre todas as riquezas e bens que ele poderia pedir, optou pela mais valiosa de todas: a sabedoria. Graças a ela Salomão foi o rei mais rico e abençoado de todos os tempos.


1 Reis 10:23-28


"Assim o rei Salomão excedeu a todos os reis da terra, tanto em riquezas como em sabedoria.


E toda a terra buscava a face de Salomão, para ouvir a sabedoria que Deus tinha posto no seu coração.

E cada um trazia o seu presente, vasos de prata e vasos de ouro, e roupas, e armaduras, e especiarias, cavalos e mulas; isso faziam de ano em ano.

Também ajuntou Salomão carros e cavaleiros, de sorte que tinha mil e quatrocentos carros e doze mil cavaleiros; e os levou às cidades dos carros, e junto ao rei em Jerusalém.

E fez o rei que em Jerusalém houvesse prata como pedras; e cedros em abundância como sicômoros que estão nas planícies.

E traziam do Egito, para Salomão, cavalos e fio de linho; e os mercadores do rei recebiam o fio de linho, por um certo preço."


Salomão pediu sabedoria, recebeu e teve um reinado extremamente abençoado. Porém, ele desobedeceu a voz de Deus e se casou com mulheres que não deveria. Elas eram de outras nações e seguiam a outros deuses. Desta maneira, elas corromperam seu coração.


1 Reis 11:4-6


Pois sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e seu coração já não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como fora o de Davi, seu pai;


Salomão seguiu a Astarete, deusa dos sidônios, e a Milcom, abominação dos amonitas.

Assim fez Salomão o que era mau aos olhos do Senhor, e não perseverou em seguir, como fizera Davi, seu pai.


1 Reis 11:9-12
Pelo que o Senhor se indignou contra Salomão, porquanto e seu coração se desviara do Senhor Deus de Israel, o qual duas vezes lhe aparecera,
e lhe ordenara expressamente que não seguisse a outros deuses. Ele, porém, não guardou o que o Senhor lhe ordenara.

Disse, pois, o Senhor a Salomão: Porquanto houve isto em ti, que não guardaste a meu pacto e os meus estatutos que te ordenei, certamente rasgarei de ti este reino, e o darei a teu servo.

Contudo não o farei nos teus dias, por amor de Davi, teu pai; da mão de teu filho o rasgarei.

Salomão abandonou o temor quando desobedeceu os conselhos de Deus e, assim, acabou com seu reinado.O temor é o princípio da sabedoria. Quando ele é deixado de lado, a sabedoria se vai e o pecado toma conta de nossas vidas. Quando não temos temor, agimos sem prudência e acabamos tomando os caminhos que não devemos. Caminhos que podem nos destruir.  Que possamos aprender com o exemplo de Salomão. Não ignore a voz do Senhor. Não jogue fora seu chamado, seu ministério. Não perca sua vida por desprezar o temor dado pelo Espírito Santo.  Ore, e peça para que Deus te dê forças para ter um coração temente e apaixonado pelo evangelho, para que através da sua vida e do seu bom testemunho, o céu seja povoado. Fiquem na paz <3                                                                                                            
Escrito por Mariana F. 0 comentários
Continue lendo...

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

E não vos conformeis com esse século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita e agradável vontade de Deus”.(Romanos 12:2)


Viver por princípios bíblicos não só é a maneira mais perfeita que alguém pode ter para alcançar uma vida cheia de graça, alegria, satisfação e vitória, mas também a que agrada ao coração de nosso Deus e Pai.

2 Timóteo 2: 20-22; Efésios 5: 25-27.

Princípio vem da palavra grega arkê que significa origem de tudo, aquilo de onde uma causa procede. Verdade primeira (Deuteronômio 28: 1-2, Josué 1:8, Mateus 7:24, Hebreus 5:14).

O que os princípios bíblicos fazem na minha vida?

1)       Separação entre luz e trevas (Daniel 2: 22)
·  Só o Espírito Santo pode arrancar o que há de trevas na minha vida

2)       Separação entre terra e água
·  Água refere à palavra, ao mover de Deus

3)       Separação entre céu e terra
·  Céu é a santidade de Deus em operação
·  Terra é o lugar de luta para manter a sua identidade regenerada.

Os princípios bíblicos são:

·  Válidos para todos os que o praticam (Mateus 7:24);
·  Válidos em todo o tempo (Marcos 13:31);
·  Válidos em todo o lugar (Deuteronômio 28:3);
·  Válidos para todo o procedimento (2 Timóteo 3: 16).

Quem se digna a viver por princípios bíblicos tem:

·  Mente renovada (Romanos 12: 2);
·  Discernimento espiritual (Hebreus 5: 13-14);
·  Fluir do Espírito santo (João 14: 15-17);
·  Vida ajustada em todas as áreas (salmos 1; 1-3);
·  Mudança do estilo de vida (1Pedro 1: 22-23).

voltemos a Deus, ele tem o melhor sempre
Escrito por Pedro Salinet Junior 0 comentários
Continue lendo...
Tecnologia do Blogger.